Prêmio Fundação André e Lucia Maggi

falm---premio---rodape (1)

O que éPremiação | Vencedores 2016

CONFIRA AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS FINALISTAS NA 2ª EDIÇÃO DO PRÊMIO FUNDAÇÃO ANDRÉ E LUCIA MAGGI:

 BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO
– Casa de Saúde Santa Marcelina  – Porto Velho (RO)
– Arca Multincubadora – Cuiabá (MT)
– Apae Lucas do Rio Verde –  Lucas do Rio Verde (MT)
– Associação Pestalozzi de Água Boa –  Água Boa (MT)
– Associação Casa Família Rosetta – Porto Velho (RO)
– Cooperativa Alternativa de Catadores, Reciclagem e Preservação do Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso – Cuiabá (MT)

MELHORES IMPACTOS
– Associação Koblenz Brasil – Kobra – Rondonópolis (MT)
– Casa de Saúde Santa Marcelina – Porto Velho (RO)
– Associação das Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro – AMARN – Manaus (AM)
– Encontro Fraterno Lins de Vasconcellos – Maringá (PR)
– Conselho Deliberativo do Espaço Cultural Fonte do Aprendiz – Querência (MT)
– IAM – Instituto de Assistência a Menores de Rio Verde – Rio Verde (GO)

EMPREENDEDOR SOCIAL
– Fundação Cristã Angélica – Rio Verde (GO)
Empreendedora: Iara Alonso
– Associação das Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro – Manaus (AM)
Empreendedora: Claudineia Gama Brito
– Arca Multincubadora – Cuiabá (MT)
Empreendedor: Celso Kiyoshi Hazama

Os vencedores serão conhecidos no dia 06 de dezembro, na cerimônia de premiação, que será realizada em Cuiabá-MT.

Sobre o Prêmio Fundação André e Lucia Maggi

O Prêmio Fundação André e Lucia Maggi visa reconhecer e incentivar as melhores práticas de instituições e empreendedores sociais que contribuem para o desenvolvimento local sustentável.

Além da premiação em dinheiro, as organizações vencedoras serão contempladas com capacitações, visitas técnicas e mentorias, além de um troféu entregue durante a cerimônia de premiação, que acontecerá no mês de dezembro, em Cuiabá (MT).

FALM---Premio---Tabela-Fase-do-Premio

Serão três categorias premiadas:

Categoria I – Boas Práticas de Gestão

Reconhece as instituições sociais que apresentem maturidade na sua gestão organizacional, comprovando o uso de ferramentas de gestão que resultem em impactos positivos na execução das suas atividades junto aos beneficiários.

Categoria II – Melhores Impactos

Reconhece projetos cujas ações tenham alcançado resultados significativos, que tenham gerado impactos sociais positivos e/ou reduzido impactos negativos junto aos beneficiários. A avaliação desta categoria abrange dados e indicadores do projeto (quantitativos e qualitativos).

Categoria III – Empreendedor Social

Reconhece ações empreendidas por pessoas que através de um ideal e ligados a uma organização social, geram impactos positivos junto aos beneficiários. A avaliação desta categoria abordará a criatividade, pró-atividade, visão de futuro, capacidade de mobilização, realização e expansão da ação por parte do empreendedor social e a organização que faz parte.

Linha histórica da Fundação André e Lucia Maggi

1997
2001
2004
2007
2009
2010
2011
2012
2013
Copyright - Este conteúdo não pode ser reproduzido sem autorização. Desenvolvido Decode Web